SPECIALISTERNE NETWORK

International Specialisterne Community

Specialisterne Foundation

Specialisterne Foundation is a not-for-profit foundation with the goal to generate meaningful employment for one million autistic/neurodivergent persons through social entrepreneurship, corporate sector engagement and a global change in mindset.

SPECIALISTERNE FOUNDATION

l
l

Histórias do meu trabalho. Parte 2

set 20, 2022

E agora… Histórias do meu trabalho. Parte 2

Top 10 dos meus momentos mais doces

1. Acho que não quero um emprego agora, nos últimos 6 meses aprendi muito sobre mim mesma: posso aprender, não sou uma idiota, adoro boliche, tenho habilidades para um trabalho de TI, quando as pessoas me tratam bem, eu sou legal. Quero tentar uma carreira universitária, talvez viajar, ter amigos, aquela coisa que todo mundo chama de “normal”.

2. Sou uma imigrante autista, 39 anos, mãe solteira, limpo casas sem contrato, gosto muito de excel, números e dados, posso tentar? (15 minutos depois ficamos perplexos).

3. Terminei meu curso de economia há 5 anos, esse foi o último dia folga, até assinar meu primeiro contrato, faço parte da equipe financeira de um banco.

4. Gerente: Você está nervoso?
Consultor: Sim, é meu primeiro dia de trabalho e tenho 28 anos.
Gerente: Tudo bem, eu também estava muito nervoso, você e eu só precisávamos de uma chance. Meritocracia sem oportunidade é apenas besteira.

5. Você não imagina o senso de humor que ele tem, ele fica conosco. Obrigado por nos preparar e nos deixar fazer perguntas, quantos equívocos tivemos.

6. Ela é muito lenta, mas o que ela faz está certo. Há coisas mais importantes nesta equipe do que ter o cronômetro ligado.

7. Isso está além do trabalho. Quando vou para o carro depois de 12 horas de trabalho, penso “conseguimos que uma pessoa autista seja parte da equipe, o que os outros têm medo, nós conseguimos, somos os f**g master”.

8. Como família eu só posso agradecer, eu nunca a vi tão motivada e orgulhosa, eu digo para mim mesmo: minha filha com autismo tem um emprego, eu não posso acreditar.

9. Obrigado por me dar uma primeira oportunidade quando eu tinha 18 anos, depois de dois anos me ofereceram um projeto que eu amo. Estou saindo, agora meu currículo não é assustador.

10. “Trabalho desde os 12 anos, aos 39 fui diagnosticado com autismo e aos 40 tenho um emprego onde posso brilhar. Sabe como é ir trabalhar sem medo, bem, é isso”.

Bônus: “Obrigado por me dar a oportunidade de apoiar alguém do meu trabalho, no meu dia-a-dia, às vezes ajudar é mais fácil do que colocar barreiras”

 

Há muitos muitos mais, ainda temos muito a aprender e compartilhar. SÓ UMA CHANCE.

PS: Obrigada a cada um por me deixar compartilhar isso nas mídias sociais.

 

(Diana Bohórquez, Diretora Specialisterne España Madrid)