SPECIALISTERNE NETWORK

International Specialisterne Community

Specialisterne Foundation

Specialisterne Foundation is a not-for-profit foundation with the goal to generate meaningful employment for one million autistic/neurodivergent persons through social entrepreneurship, corporate sector engagement and a global change in mindset.

SPECIALISTERNE FOUNDATION

l
l

Entrevista de trabalho

maio 13, 2022

A entrevista de trabalho –

Para qualquer pessoa que esteja buscando trabalho, cedo ou tarde é hora da entrevista.

  

É uma experiência que gera ansiedade e provoca um grande estresse em qualquer pessoa, mas para alguém que esteja no Espectro Autista pode ser extremamente difícil de suportar e, muitas vezes, particularmente frustrante.

 

Isto se deve às entrevistas de trabalho que normalmente se estruturam para avaliar uma série de parâmetros que poderiam (e não sempre) funcionar para pessoas neurotípicas, mas perdem seu significado por completo quando se aplicam a um candidato com autismo, que percebe e processa o mundo de uma maneira diferente, e interage com as pessoas seguindo códigos que podem não coincidir com os da maioria.

 

Além dos aspectos puramente sensoriais, como as luzes que frequentemente são muito fortes, o ambiente barulhento, a presença de fragrâncias ambientais que podem distrair ou até levar à pessoa com autismo a uma sobrecarga sensorial, há aspectos relacionados à comunicação social que são importantes ser considerados durante uma entrevista.

 

Valorizar negativamente um estilo comunicativo extremamente direto e pouco atento às normas sociais que tomamos como certo, ou a ausência de contato visual, pode resultar na perda de um profissional muito competente com importantes habilidades. Perguntas como “Me fale sobre você”, que por si só são ambíguas para uma pessoa neurotípica, podem representar uma dificuldade para quem não compartilha os mesmos códigos de comunicação que aquele que realiza a entrevista. Basta perguntar diretamente o que quer saber, como: “resuma suas experiências de trabalho, me diga quais são suas habilidades.”

 

Realizar uma entrevista de trabalho mantendo sempre uma atitude de reciprocidade, pensando que do outro lado pode haver uma pessoa que não necessariamente compartilha nossa forma de interpretar a linguagem verbal e os sinais não-verbais, as normas sociais e os estímulos ambientais, pode ser uma grande ajuda. Não apenas para um candidato autista, mas também pode beneficiar os neurotípicos, ajudando os candidatos a reduzir a ansiedade e maximizar a expressão de suas habilidades e talentos.